0
Missão 1
10€
10€
Missão 2
15€
15€
Missão 3
25€
25€
Missão 4
50€
50€
Missão {{ i + 1 }}
{{ mission.label }}
{{ mission.label }}
{{ mission.label }}

Para começar o desafio "Quem sabe, ganha 100", registe-se. Se já está registado, entre na sua conta.

{{playerInfo.messages[0].message.value}}

Tem {{ playerInfo.days_left }} dia(s) para completar as missões.
page__skip_to_main_content
Fim-de-semana quente e segunda-feira nacional

Blog

Fim-de-semana quente e segunda-feira nacional

O Campeonato do Mundo de futebol ainda não chegou a meio, mas a verdade é que já há várias equipas com o destino traçado: umas vão seguir em frente, rumo aos ‘oitavos’; outras regressam a casa sem sucesso e independentemente de terem jogado bem ou mal. É sempre assim. E também faz parte da tradição que, com o avançar da fase de grupos, muitas formações alterem a respectiva maneira de actuar. E não, isso não tem rigorosamente nada a ver com uma súbita mudança de filosofia táctica por parte dos seus treinadores. O que está em causa é que, face à sequência dos resultados, todos vão percebendo que desfechos necessitam para selar a qualificação. Por isso é mais provável que um jogo da segunda ou da terceira jornada seja mais mexido em relação ao que se viu na ronda inaugural.

Não custa prever um fim-de-semana recheado de motivos de interesse e com inúmeras hipóteses de lucrar com apostas atractivas. A questão, como sempre, é ‘ler’ bem, identificar os melhores mercados, ‘pesar’ o que está em causa e descobrir odds que valorizem o risco. É fácil? Não, nunca é, mas esse é também um dos interesses de quem se aventura neste mundo das apostas. Pretendemos facilitar-lhe o trabalho, deixando aqui algumas sugestões para os próximos dias:
 

SEXTA

O embate entre Sérvia e Suíça reúne as condições necessárias para ter golos. Razões para isso? É que mesmo tendo registado resultados positivos de entrada (os sérvios derrotando a Costa Rica e os helvéticos impondo um empate ao favorito Brasil), ambos os conjuntos sabem que a qualificação deve passar pela conquista de uma vitória neste duelo. Quem ganhar este jogo dificilmente não será apurado, da mesma forma que é improvável que as duas nações consigam seguir em frente, deixando pelo caminho o Brasil. Parece evidente, pois, que a sorte destas equipas se decide aqui. E isso deve fazer com que desde entrada a partida seja disputada sem muitas amarras. Assim sendo, um golo na primeira parte surge como uma oportunidade a equacionar.
 

SÁBADO

Não quer perder muito tempo? Não está inclinado a explorar os chamados mercados alternativos? Então a melhor ideia é avançar com uma dupla muito simples: vitórias de México e Bélgica, perante Coreia do Sul e Tunísia, respectivamente. Mesmo sabendo que asiáticos e africanos estão obrigados a pontuar para manter de pé o sonho da qualificação, ninguém coloca em causa a superioridade dos adversários. E não estamos a falar apenas tecnicamente. O México não podia estar mais galvanizado depois de ultrapassar a campeã do Mundo (Alemanha), enquanto os belgas possuem, sem discussão, um dos ataques mais poderosos da actualidade.
 

DOMINGO

Conhece alguém que fique surpreendido se a Inglaterra derrotar o Panamá? Conhece alguém que não garanta que os ingleses são consideravelmente mais fortes e experientes que os panamianos? Conhece alguém que, conscientemente, duvide que este jogo só vai ter um caminho? Pois… nós também não. E por isso vamos procurar aumentar a possibilidade de ganhos. Como? Avançando para uma aposta ainda relativamente pouco comum entre os portugueses: vitória da Inglaterra ao intervalo e no final do jogo. Acarreta algum risco, é verdade, mas será que o Panamá só quebrará na segunda-parte como sucedeu com a Bélgica? Duvido…
 

SEGUNDA-FEIRA

É o Dia D. Ou melhor, é o Dia P, de Portugal. A Selecção comandada por Fernando Santos entra em campo em busca de selar a qualificação para a ronda seguinte. Fará isso, já se sabe, em caso de vitória ou empate perante o Irão de Carlos Queiroz que, pelo seu lado, só pode apostar no triunfo para se apurar. Vai ser uma tarefa fácil? Não, mas muito possivelmente os iranianos terão de alterar a sua matriz. Jogar muito fechados, como fizeram com a Espanha, agora não faz sentido. Com os ‘nuestros hermanos’ um empate seria um passo decisivo para a qualificação, agora nem a igualdade serve, pois isso deixará sempre Portugal à sua frente e previsivelmente a Espanha que, face a uma equipa de Marrocos já eliminada, deverá vencer. Com estes dados, para onde devemos olhar? Pois bem, mesmo correndo o risco de nos considerarem muito patriotas (ou apenas confiantes), escolhemos três apostas distintas: um golo na primeira parte (Portugal fez isso nos dois embates anteriores e logo de entrada); vitória lusitana (aproveitando, mais tarde ou mais cedo, a necessidade do Irão ter de avançar no terreno, o que deverá fragilizar a sua tradicional defesa segura) e… 2 ou mais golos de Ronaldo. O capitão tem estado insuperável e, seguramente, não vai querer passar ao lado num duelo tão importante…
 

A TER EM CONTA

Com o aproximar dos momentos de decisão numa prova como o Mundial, as equipas tendem a arriscar mais. A necessidade de ganhar ou marcar um golo leva, na maioria das vezes, a que os encontros sejam mais abertos, com maior número de oportunidades e consequentemente de remates certeiros, mas também à subida da intensidade, o que quase sempre corresponde a mais cartões.
 

DICA

Esteja atento às apostas de golos nos últimos minutos. Têm existido muitos na prova e o desespero das equipas ‘encostadas às cordas’ potencia a probabilidade de isso, senão aumentar, pelo menos continuar a acontecer com alguma regularidade.

 

Luís V.

ALTA DIGITAL